Vale a pena investir em um carrinho de bebê caro?


Quando estamos pensando no enxoval do bebê um dos principais itens é o carrinho do bebê e se vale a pena investir tanto dinheiro. O ideal é não pensar no valor e sim no que o carrinho vai atender, pense no tamanho do porta malas (muito importante!) e nas situações que vai usar o carrinho.

Para mim não foi uma escolha difícil, vi todos os modelos de carrinho, experimentei por onde viajei, em Londres, Nova York, Portugal (Lisboa e Porto) e em várias lojas diferentes só para tirar a dúvida mas a escolha foi fácil, já sabia o que precisava e o que queria. O ideal é realmente experimentar, manusear nas lojas, além de pesquisar na internet opiniões e vídeos no YouTube para ter a certeza da decisão.

Quando experimentei o Mima Xari numa loja em Londres tive a certeza que era o carrinho que sempre imaginei, prático, confortável, bonito e leve (dentro do possível), comparado aos outros do mesmo nível que testei o Mima Xari era muito melhor, confortável demais para o bebê e perfeito para acompanhar minhas caminhadas, adoro andar a pé e precisava de um carrinho resistente, aqui em Portugal também faz frio e queria um carrinho que fosse bom no verão e no inverno. Mas sabia que iria precisar de um outro carrinho menor e mais prático para viajar.

Se me arrenpendi? De jeito nenhum. Sou apaixonada pelo Mima Xari. Minha filha dormiu no carrinho durante 3 meses, dia e noite como se fosse o berço dela, comprei lençóis de mini berço que tem as mesmas medidas do carrinho, e ela ficava lá quietinha e dormia super bem ali. Usava também os ninhos de anjo (aqueles saquinhos de dormir) em cima do colchão do carrinho e ela dormia quentinha e confortável.

Sobre o Mima Xari: Pode ser personalizado de acordo com o seu estilo, pode ser usado do nascimento, o assento pode ser virado para os pais ou para a rua (um dos únicos que faz isso!), reclina em 3 posições. Desvantagem? Ser grande demais, a mala do carro fica sem espaço, cabe praticamente só o carrinho, não é muito leve, mas nenhum desses carrinhos caros e resistentes são leves, infelizmente.

Me perguntam muitas vezes, para quem mora no Brasil é uma boa escolha? Depende das suas prioridades. Sinceramente não existe uma fórmula na “profissão mãe”, precisa pensar nas suas necessidades. É essencial que seja bonito? É essencial que seja resistente? Seu bebê vai passar muito tempo dormindo dentro do carrinho? Vai andar muito a pé? Vai ter ajuda de alguém (pense nas vezes que vai estar sozinha para montar e desmontar)? Tem um valor alto para gastar no enxoval?

Tem outras opções com preço mais simpático para quem não está disposto a gastar tanto. O Mima Xari não é o único! Mas foi o que atendeu melhor as minhas necessidades e prioridades.

Escolhi o caramelo, com colchão cinza, ferragens preta, comprei como extra o guarda sol (uso sempre para cainhar com ela!), o porta copos (nunca usei!), o footmuff (para o inverno, uso e esquenta muito) e uma mala de viagem que não encontrei da marca mas comprei da Joolz que coube bem. A primeira vez que fui para o Brasil com a Elena ela tinha 3 meses e levei o carrinho grande, despachei com a mala da Joolz e correu tudo bem. Já nas viagens seguintes levei o YoYo.

Segunda Opção:

Gosto tanto do Mima Xari que comprei o Mima BO, que é o carrinho bengala ou guarda chuva da marca, é elegante, compacto e moderno, para abrir e fechar é bem simples, gosto muito! Escolhi o branco, mas não suja e também é fácil de limpar. Como extra comprei o footmuff para o inverno (esquenta muito!).

Mas digo logo que tem opções melhores de carrinhos guarda chuva, mais leves, que ocupam menos espaço… hoje em dia tem muitas opções disponíveis no mercado.

Terceira Opção:

E ainda comprei o terceiro carrinho, o YoYo, porque achei que seria ainda mais prático para viajar.

YOYO BABY ZEN pode sim substituir o Mima Xari e ser escolhido como primeira e única opção por alguns motivos:

É prático com toda certeza, facilita a vida, uma pessoa sozinha consegue abrir e fechar com facilidade, não é pesado, o modelo é pequeno, não ocupa espaço nem em casa nem no carro. O carrinho é ótimo para levar para todos os lugares e além disso é o único carrinho de bebê que entra no avião sem precisar despachar porque é do tamanho de uma bolsa de mão.

Pode usar desde o nascimento, tem que comprar o bassinet (moisés como se diz no Brasil), tem acessórios como o guarda chuva (uso sempre), o footmuff (para temperaturas frias), tem o assento do carro da Be Safe que encaixa, tem a travel bag (eu tenho e adoro!), até um assento de bicicleta para o irmão mais velho e pode personalizar como quiser, tem várias cores disponíveis.

É confortável? Posso dizer que não tem o conforto do Mima Xari, mas não é desconfortável! É um pouco baixo demais mas não é um problema, é fácil de limpar e lavar. As rodas não são tão resistentes para andar em calçadas irregulares, mas aguentam bem o uso.

Posso dizer que não comprei logo de segunda opção porque olhava o carrinho e torcia o nariz, achava que parecia que ia quebrar, que era frágil, parecia carrinho de boneca, mas depois conversando com várias mães e vendo como funcionava mudei de ideia e comprei! E virei fã! Juro que acho que se adapta para muitas mães, e que podem escolher esse carrinho como única escolha e vão ficar bem servidas e felizes.

Resumindo a história, ninguém pode escolher por você, decida conforme a sua disponibilidade financeira e seu estilo de vida, sei que com o primeiro filho nos entusiasmamos e queremos gastar tudo e mais alguma coisa (sou a primeira da fila haha), mas muitas vezes não vale mesmo a pena.

+ There are no comments

Add yours