Onde se hospedar, comer e passear no Douro em Portugal


O Douro e os socalcos; as vinhas e o vinho, a paisagem e a comida que nos enchem a alma e a boca. Visual deslumbrante num cenário de sonho, onde o descanso, a inspiração, a gastronomia e o vinho andam de mãos dadas, lado a lado. Você não precisa nem mesmo ser um entusiasta do vinho pra ter um belo motivo pra visitar e se encantar por este cantinho de Portugal. Localizada a cerca de uma hora da cidade do Porto, a região do Douro é reconhecida pela Unesco como patrimônio da Humanidade.

Criada em 1756, é tida como a primeira região demarcada e regulada no mundo, o chamado Alto Douro Vinhateiro é um exemplo ímpar de uma localidade tradicional que vive basicamente em função da produção vinícola

QUAL É A MELHOR ÉPOCA PARA VISITAR? 

A região do Douro é uma região de temperaturas extremas. Se no Verão facilmente se atingem temperaturas acima dos 40º C nas zonas de vale, também no Inverno, nos locais mais montanhosos facilmente se registam temperaturas negativas. Para evitar os extremos, tente ir na primavera, nos meses de maio e junho, ou no outono, em setembro e outubro.

O final do Verão coincide com a época das vindimas, ritual que ano após ano enche o Douro de uma magia única. No ar, o aroma da uva perfuma a paisagem que em tons ocres se veste: é a época de colher os suculentos e doces bagos que irão produzir um dos mais afamados vinhos do mundo: o Vinho do Porto.

QUANTOS DIAS FICAR?

Pelo menos uma noite, um dia para aproveitar o hotel e outro para visitar uma quinta e conhecer algum restaurante. Sempre que vou nunca fico apenas uma noite, gosto de descansar e aproveitar o que a região tem para oferecer.

COMO IR

Há três opções: ir de carro, de trem ou de barco pelo rio. De carro, você pode alugar e explorar a região você mesmo, ou contratar os serviços de um motorista.

A viagem de trem (ou “comboio” como dizem os portugueses) é muito bonita e agradável, o trem margeia o Rio Douro e tem vistas maravilhosas. Além disso, há também a opção de pegar um barco no Porto e seguir rumo a Peso de Régua. Os barcos podem ser de ida ou volta apenas e com almoço incluído, ou um cruzeiro de 2 dias. Tem algumas opções aqui: http://www.roteirododouro.com/cruzeiros-no-douro/percursos/cruzeiros-porto-regua-porto

A melhor opção? Carro!

HOTÉIS

Vintage House Hotel – É um hotel de requinte com muita qualidade e conforto. Um hotel para desfrutar em sossego, uma lindíssima paisagem. Serviço exemplar. Quarto cômodo e com uma vista soberba. O restaurante Rabelo, dentro da CS Vintage House, é muito bom.

Como chegar: A partir do Porto, deve tomar-se a A4 até Amarante e, depois, continuar no IP4. Quando encontrar as indicações para Viseu/Chaves, deve sair na direcção de Viseu. Entrará então na A24, que deve abandonar quando surgir a placa Armamar/Valdigem. Vai depois entrar na EN 222 e seguir as indicações para o Pinhão, que fica a cerca de 150 quilómetros do Porto. Uma vez na vila, não há nada que enganar: a CS Vintage House dar-lhe-á de imediato as boas-vindas.

Website: http://www.csvintagehouse.com/pt/index.html

Endereço: Rua António Manuel Saraiva, 5085-034 Pinhão
Contato: +351 254 730 230

Six Senses Douro Valley – O Six Senses Douro Valley é um hotel boutique de 5 estrelas num local de sonho à beira do Rio Douro, a casa senhorial exclusiva que acomoda o hotel foi construída no século XIX por um produtor de Vinho do Porto, onde atualmente encontrará uma combinação inspiradora da arquitetura original e um toque de design moderno. Este hotel encanta com o seu ambiente calmo, as maravilhosas paisagens que o rodeiam no vale do Douro onde o rio flui pelas belas e infindáveis vinhas, e o décor requintado. Para aqueles que gostam de se sentir mimados pelo luxo num ambiente simpático, este hotel (membro dos ‘Small Luxury Hotels of the World’ – Pequenos Hotéis de Luxo do Mundo) é de visita obrigatória.

Como chegar: O Aquapura Douro Valley fica situado a: 5km do Peso da Régua (N222) | 33km de Vila Real (A24, N222) | 142km do Porto (A4, IP4, A24, N222) | 364km de Lisboa (A1, A25, A24, N222)

Website: http://www.sixsenses.com/resorts/douro-valley/destination

Endereço: Quinta de Vale Abraão, Samodães, Lamego, Douro,  5100-758 Portugal

Quinta Nova – O hotel é bem pequeno e exclusivo. De cada lugar apreciam-se os bonitos terraços de vinhas que descem até ao rio, na companhia de um vinho e o melhor da gastronomia regional. Um projeto integrado, por várias vezes premiado internacionalmente. “Melhor Enoturismo 2006”; “Best Wine Tourism Award 07 – Alojamento”; “BWT Award 08 – Arquitectura, Parques e Jardins”; “Global Winner BWT Award 09 – Arte e Cultura”; “BWT Award 10 – Experiências Inovadoras.

Website: http://www.quintanova.com

Endereço: Quinta Nova 5085-222 Covas do Douro

ONDE COMER

Restaurante DOC – O restaurante DOC ocupa um edifício de arquitetura moderna, localizado mesmo em frente ao rio Douro, com uma varanda sobre as águas do rio. A cozinha tem a assinatura do renomado Chef Rui Paula reconforta a alma e o corpo. Uma experiência única. A comida é divinal. O serviço fabuloso! A vista incrível! Neste espaço pode desfrutar da combinação perfeita entre o vinho, a comida e a paisagem.

Website: www.ruipaula.com

Endereço: EN 222 Folgosa do Douro 5110-204 FOLGOSA ARMAMAR

Tipo de Restaurante: Português

Preço médio por pessoa: 40€

Contatos: +351 254858123 ou +351 91 050 88 95

Quinta do Castro – Chegar à Quinta do Crasto não é fácil, porque as estradas são sinuosas. Mas vale a pena! A chegada à quinta deixa qualquer pessoa sem palavras só com a vista. Uma experiência vínica de qualidade e tradição com um menu típico da região preparado maioritariamente com produtos produzidos na propriedade, desde as amêndoas torradas nos aperitivos, os legumes, os azeites e, claro, os vinhos.

Website: http://www.quintadocrasto.pt
Reservas: Andreia Freitas
Contato: +351934920024
E-mail : 

Como chegar: http://www.quintadocrasto.pt/contactos/

PASSEIO DE BARCO

Quem está no Douro precisa fazer um  passeio de barco pelo Rio Douro, é um passeio belíssimo, de onde se contemplam paisagens inimagináveis à bordo de águas tão calmas. Desfrutar esta experiência é algo soberbo, imperdível para quem está visitando o Douro. Tem várias opções no Pinhão, não é preciso muito tempo (cerca de duas horas): http://www.magnificodouro.pt/pt